Sobre Domi

Uma área que sempre me fascinou, pois sou formada em Educação e Ensino de Línguas Estrangeiras, e tive o prazer de conhecer um pouco da história da Domi, consultora educacional e professora online com canal no Youtube e Instagram. Mudar de área é sempre desafiador, principalmente quando se está num país estrangeiro. É tudo muito novo, o público a quem se vai ensinar as línguas é bem diversificado e ter a perspicácia de identificar essas características é essencial.

Aída Domithilla da Fonsêca Melo (Domi)

CONSULTORA EDUCACIONAL E PROFESSORA ONLINE

  • Preto Ícone Instagram
  • enviar (1)
  • Preto Ícone Facebook
No exterior
MINHA HISTÓRIA

Fale um pouco sobre você.

Meu nome é Aída Domithilla da Fonsêca Melo (Domi), moro na Holanda (Países Baixos) em Valkenswaard desde abril de 2018, mas moro fora do Brasil desde 2015.
Sou casada com o Stefan Fafianie, que é holandês, e nos conhecemos na Alemanha. Minha mãe é assistente social, meu pai é capitão da PM/AL aposentado e meu irmão advogado, todos eles moram em Maceió.

O que fazia antes de vir morar no exterior?

Eu sou Professora de Química com graduação e mestrado pela Universidade Federal de Alagoas e durante minha graduação, fui contemplada com uma bolsa de estudos da União Européia para estudar por 6 meses na Justus-Liebig-Universität Gießen, na Alemanha.
Desde os 16 anos, trabalho com aulas particulares e durante a minha graduação e mestrado, fui bolsista da CAPES e da FAPEAL, atuando em alguns projetos de pesquisa na área de química. Em 2015, retornei à Alemanha para concluir meus estudos na pós-graduação, mas por motivo de força maior, este curso não foi concluído.

O que você faz hoje na Holanda?

Sou professora online de idiomas (alemão, holandês, inglês e português para estrangeiros) e consultora educacional.

E como foi o início da sua vida no exterior como empreendedora?

Eu nunca pensei em empreender. Quando me mudei para a Holanda, eu estava sem perspectivas de emprego e eu tinha uma conta no Instagram (atual @domionlineteaching) onde eu dava dicas de idiomas, pois aprender idiomas sempre foi o meu maior hobby.
Alguns seguidores enviavam mensagens perguntando sobre aulas, elogiando minha didática e eu não levava muito a sério, pois nunca pensei em investir no ensino de idiomas, na verdade, era muito estranho ver uma conta até então criada sem nenhum propósito profissional ter mais de 1000 seguidores, pois eu sempre pensava: “Meu Deus, quanta gente me segue!”.
Então, ainda em 2018, alguns meses após nos mudarmos para a Holanda, o meu marido falou que eu podia trabalhar como autônoma e ele procurou as informações.
Visitamos a Câmara do Comércio na Holanda (KvK) e em pouco menos de 1h saímos de lá com o meu negócio: Domi Online Teaching (DoT). Comecei com poucos alunos, meio sem muitas perspectivas, mas, para minha surpresa, foi um tiro certeiro!
Hoje, a DoT tem quase 6 meses de vida e mais de 50 alunos já fizeram parte da sua história. Isso é definitivamente muito gratificante como professora e empreendedora, pois este era um sonho que eu tinha, que nunca pensei que conseguiria colocar em prática.
Eu tinha muito receio da DoT não dar certo, mas após a registrarmos, contei com a consultoria de outra brasileira empreendedora aqui na Holanda, a Melissa Alfeu (Melissa Business Consulting), que me forneceu dicas e diretrizes para melhorar ainda mais a minha escola.
Meu maior desafio foi, sem dúvida, fidelizar os meus clientes (alunos). As recomendações que eu recebo e os elogios diários, só me dão a certeza de que eu fiz a escolha certa. E esta é a missão da DoT, fornecer um serviço de qualidade, de forma personalizada e descontraída, provando que todo mundo é capaz de aprender um novo idioma.

Você acha que vocação empreendedora foi importante pro seu sucesso nos negócios?

Esta vocação eu descobri ao acaso e foi sim, muito importante. Eu descobri meu espaço no cenário empreendedor na Europa e investi no meu diferencial, que é proporcionar o ensino de idiomas da perspectiva de quem aprende, pois aprendi da melhor maneira todos os idiomas que eu ensino. Minha vasta experiência como professora me ajudou muito no desenvolvimento deste projeto. Nunca me vi dona do meu próprio negócio e na minha temporada na Alemanha tinha enfrentado alguns problemas que fizeram eu me desanimar com a minha profissão (Química).
No começo, eu não estava muito empolgada, pois não sabia o retorno que esse negócio me proporcionaria, mas atualmente me sinto maravilhada quando as pessoas reconhecem o meu trabalho ou até mesmo quando alguém me conhece e fala: “Você é a Domi, do instagram?”.
Isso enche meu coração de alegria e só confirma que eu fiz a escolha certa. Essa reviravolta na minha vida foi uma transição muito positiva, dediquei-me ao que mais gostava de fazer e estou muito feliz. O DoT ainda é uma escola um pouco limitada, mas penso grande!
Tenho muitos planos para a minha escola e um deles é investir em causas sociais envolvendo a educação no Brasil. Sou professora e sei que um bom professor pode marcar a vida de um aluno, este é meu grande desafio todos os dias.

Que conselho/dicas você daria as futuras empreendedoras sobre a área em que atua, sobre como é empreender no exterior?

Eu trabalho no setor de educação e acredito que este é um ramo muito promissor. A demanda de alunos para professores de idiomas aqui na Europa é muito boa. Sempre vai ter alguém procurando por este serviço.
Mas antes de começar, pesquise sobre o tipo de serviço que melhor se adequa às suas necessidades e às necessidades dos seus clientes. Para mim, ofertar o serviço online foi a melhor escolha, pois me concede liberdade de tempo e eu consigo trabalhar de casa, sem muitos problemas.
Para trabalhar no setor de educação, é importante que o(a) Professor(a)/Educador(a) tenha muita disposição para ensinar e, principalmente, para aprender. O Empreendedorismo digital proporciona um leque de opções e o(a) empreendedor(a) precisa descobrir qual negócio mais se adequa aos seus conhecimentos, projetos, valores e estilo de vida. É importante criar uma estrutura para o seu negócio e manter sempre as redes sociais ativas ou seja, demanda muito tempo.
Ao contrário do que muita gente pensa, manter um negócio online dá trabalho também. Invista em você também, eu investi em muitos cursos para aprimorar meu método de ensino e também para aprender a trabalhar online. Disponha também de um ambiente agradável para trabalhar, pois ali será a sua de aula e onde você passará maior parte do seu tempo.
O empreendedorismo digital me permitiu romper as barreiras da salas de aula e hoje meu escritório é a minha sala de aula.

Aqui na Holanda o processo não é muito burocrático. Ao saber exatamente o tipo de serviço que você quer oferecer, você deve preencher um formulário da KvK (Kamer van Koophandel), a Câmara do Comércio na Holanda.
Feito isso, marque um horário e vá ao KvK o mais próximo de você. Eles são bem atenciosos e até dão algumas dicas para o seu negócio, o preço é de 50 Euros para realizar este procedimento, o da inscrição.
De posse do seu número de KvK e do BTW (do imposto de renda), você já está apto(a) a colocar a mão na massa! Preciso confessar que achei que seria mais difícil.
Se você quer abrir seu negócio na Holanda, indico fortemente que pesquise sobre o mercado holandês, aqui temos muitas informações e entender como a Holanda funciona burocraticamente é fundamental, cada negócio tem regras específicas. Aqui indico 3 sites para quem busca informações sobre empreender na Holanda, que também estão disponíveis em inglês:
https://www.kvk.nl/
https://ondernemersplein.kvk.nl/
https://www.belastingdienst.nl/

E pra finalizar, como você vê a recepção do povo nativo com relação a brasileira empreendedora?

Todos os holandeses que conheci acham muito legal o meu trabalho. Muitos falam que eu fui “corajosa” ao abrir minha empresa ao invés de procurar um emprego mais “estável”.
Mas quando fazem este tipo de comentário, sempre esclareço que começar um negócio é arriscado, mas a estabilidade é relativa. Nem todo mundo nasceu para empreender. A mesma chance que você tem de ter um negócio falido, você também tem de perder seu emprego. Para mim foi desafiador sair da minha zona de conforto, eu me reinventei.

Quer fazer parte do nosso Projeto?

© 2020 Brempex 

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram